9 dicas para você cortar gastos e economizar

9 dicas para você cortar gastos e economizar
Por: Da Redação em 09/02/2021

Apesar de parecer complicado, saiba que cortar gastos e fazer sobrar algum dinheiro no fim do mês não é uma tarefa assim tão difícil. Cortar gastos para sobrar dinheiro não é um bicho de sete cabeças como muita gente pinta por aí. Com um pouco de disciplina, é possível atingir esses objetivos com tranquilidade.

Inclusive, por meio de ações específicas, você pode aprender o meio eficiente para isso desde criança com educação financeira infantil. Agora, se você vai começar esse processo já na vida adulta, saiba que há alguns métodos e boas práticas de como cortar gastos para ajudá-lo a aprimorar sua gestão financeira pessoal.

Se o problema é a despesa com as compras, por exemplo, faça uma lista com o que, de fato, você precisa comprar. Já se o lazer for o responsável por fatiar seu orçamento, procure opções gratuitas. Dessa forma, você vai se divertir e não gastar um centavo, caso queira.

Ficou interessado? Quer saber mais sobre o assunto? Você não consegue fazer “sobrar um dinheirinho” no fim do mês? Então, não saia daqui, na sequência, você vai ver que, com medidas simples, e com alguma disciplina, é sim possível economizar, fazendo com que você viva de maneira mais tranquila e ainda sobre aquela graninha no fim do mês! Acompanhe conosco!

Disciplina acima de tudo

É importante destacar que a disciplina é a palavra-chave para o sucesso quando o assunto é como cortar gastos. Ela só funciona, no entanto, se você tem um planejamento. A seguir, a gente destaca as principais dicas para cortar gastos que vão ajudar você a aplicar a educação financeira no seu dia a dia!

Tenha um orçamento

Seu trabalho de como cortar gastos deve começar pela avaliação da sua renda familiar mensal. Em seguida, compare-a com os custos que você tem ao longo do mês. Faça esse exercício dos últimos três ou seis meses e componha uma média de custos.

O próximo passo importante é que você entenda o que são gastos fixos — como aluguel, água, luz e internet e mensalidades em geral — e quais são os gastos variáveis (como cinema, jantar fora e supermercado, entre outros).

Com esses resultados em mãos, você tem mais controle sobre os rendimentos e de onde pode estar excedendo os custos. Estes custos extras, consequentemente, te impedem de aprender, efetivamente, como cortar gastos para sobrar dinheiro no fim do mês.

Organize suas contas

Com base na dica anterior, entenda o seu planejamento financeiro. Quais são as despesas que podem ser poupadas, dispensadas e quais delas têm fundamental necessidade na sua rotina?

Saber isso e ter a educação financeira para disciplinar-se e cortar esses gastos, faz com que você delimite tetos de gastos para cada uma dessas situações, tais como:

  • despesas fixas;
  • despesas variáveis;
  • fundo de emergência.

Digamos, em um exemplo hipotético, que a sua renda familiar seja de R$ 3 mil e que os custos se dividem em R$ 2 mil para as despesas fixas e R$ 900 para as variáveis. Dessa maneira, você poderia poupar R$ 900 para as emergências. No entanto, se você tem o objetivo de cortar gastos para sobrar dinheiro, é hora de você se sentar e reorganizar as contas.

Avalie as dívidas

As dívidas são as verdadeiras vilãs no processo de como cortar gastos. Só que muitas vezes é a falta de planejamento financeiro que nos guia para essa situação tão complicada. Isso ocorre porque, especialmente, as taxas e juros dos débitos costumam fatiar ainda mais as suas despesas mensais.

Não à toa, antes de aprender como cortar gastos para sobrar dinheiro, você deve estancar as “feridas financeiras” que impedem você de poupar mensalmente.

Cuidado com o cartão de crédito

Por mais que não pareça, as conveniências do cartão de crédito — assim como ocorre com o cheque especial — são arriscadas. Principalmente, se a gente gasta mais do que deveria em um mês e não tem os recursos suficientes para pagar a fatura no mês seguinte.

Vale lembrar que o cartão de crédito é, sim, muito útil, mas você deve utilizá-lo de forma controlada. Inclua também os gastos do cartão em seu planejamento financeiro. Por mais que a gente tenha a sensação de que, com o cartão, não há gastos efetivos, vale lembrar que a fatura chega no mês seguinte!

Tenha metas financeiras

Você quer construir ou comprar um imóvel? Mudar o seu automóvel para um modelo mais atual talvez? Investir na sua formação acadêmica ou até mesmo realizar um ano sabático?

Então, não importa exatamente o objetivo que você tenha em mente, uma vez que os tópicos anteriores já foram delimitados, você pode definir o que deseja fazer para priorizar como cortar gastos e, dessa maneira, poupar o dinheiro, na seguinte proporção:

  • quanto você precisa para realizar essa meta;
  • qual é o prazo para realizá-la.

Em seguida, você deve calcular quais os custos mensais devem ser restringidos, para que a sua meta financeira mensal seja alcançada. Dessa forma, de maneira gradual, você pode atingir tal meta, até realizar esse desejo.

Controle os gastos

Além da planilha mensal de custos, experimente carregar uma pequena planilha ou lista de gastos que você tem ao mês. Lembre-se de anotar tudo, desde um docinho comprado na rua, a um sapato em liquidação, até as parcelas de um curso, e assim por diante.

Tem coisas que deixamos passar no dia a dia, especialmente quando pagamos com dinheiro vivo e em gastos pequenos. Só que de maneira acumulada, esses pequenos custos podem causar uma desproporção entre a sua renda e o que você havia previsto de gastos.

Com o controle, você aprende como administrar melhor os gastos, para sobrar dinheiro e evita essas discretas, mas prejudiciais compras por impulso, entre outras armadilhas financeiras que surgem pelo caminho.

Pesquise antes de comprar

Algumas aquisições são inevitáveis. O supermercado é uma delas. No entanto, é realmente necessário ir sempre ao mesmo lugar e comprar os mesmos produtos, independentemente dos preços?

Uma forma simples de como cortar gastos é pesquisar, antes de ir às compras. Às vezes, a concorrência está com preços melhores e há uma loja no seu caminho do dia a dia. Essas pechinchas também são positivas quando acumulam-se, por isso você pode aplicar em qualquer tipo de compra que você necessite fazer. No final, vai acabar gerando uma boa economia.

Faça uma lista de compras

Outra boa maneira de como cortar gastos, é evitar as compras por impulso, para sobrar dinheiro. Ter uma lista à mão faz com que você siga pelos carrinhos do supermercado com objetividade, sem distrair-se com pechinchas que embora tentadoras, prejudicam o seu planejamento financeiro.

E esta dica não vale apenas para o supermercado. Sempre que você tiver que sair, faça um pequeno checklist do que é necessário e do quanto você pode gastar no máximo. Agindo dessa forma, os números evitam que você se iluda com um eventual desconto, que vai sair muito caro no fim do mês para as suas contas.

Procure opções de lazer gratuitas

Quem enfrenta dificuldades de como cortar gastos e equilibrar as contas em decorrência de suas agitadas vidas sociais, aí vai uma dica: em vez da balada que cobra entrada, o happy hour no bar não pode ser mais interessante?

Em vez do show caríssimo, que tal procurar por apresentações gratuitas na sua cidade, naquele mês? Ou ainda exposições e outras atividades que não tem custo e podem ser igualmente prazerosas?

Assim, os seus dias e noites permanecem ocupados, mas sem impactar tanto o seu orçamento mensal.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*