C6 Bank dobra base de clientes e chega a 2 milhões de contas

Por: Da Redação em 09/02/2021
C6 Bank dobra base de clientes e chega a 2 milhões de contas

Bastaram apenas cinco meses para o C6 Bank provar seu tamanho. O banco anunciou que fechou o mês de maio de 2020 à marca expressiva de mais de 2 milhões de correntistas. O que mais chama a atenção em relação ao número é que no início do ano, o banco digital incrivelmente tinha metade desse valor.

Segundo a consultoria McKinsey, entre todos os novos concorrentes no mundo digital, o C6 Bank é a instituição brasileira que cresceu mais depressa nos últimos anos. O estudo “Brazil Digital Report 2020” revelou que, entre seis bancos sem agências físicas lançados entre 2014 e 2019, o C6 foi o que mais rapidamente atingiu a marca de um milhão de clientes.

Serviços gratuitos fazem a diferença

Vale lembrar que C6 Bank não cobra por serviços bancários básicos, como abertura de conta, transferências e saques. Também oferece um cartão múltiplo (crédito e débito) de graça, além do programa de fidelidade Átomos – o único no país com plano gratuito de pontos que não expiram.

O banco também aposta em diferenciais competitivos, como a tag de pedágio (C6 Taggy) disponibilizada gratuitamente a todos os clientes, o serviço de transferência por mensagem de texto (C6 Kick) e a conta internacional em dólar com direito a cartão de débito internacional.

Além disso, conta com os produtos de investimento, como CDBs e fundos de investimento, crédito pessoal, depósito por boleto e contas para pessoas jurídicas. Outro fator que explica o crescimento é que o C6 Bank está presente em 5.514 dos 5.570 municípios do país, o que significa que 99% das cidades tupiniquins tem ao menos um correntista da instituição.

Parceria promissora com a Tim

Em março deste ano, o C6 Bank anunciou parceria estratégica com a TIM, para explorar sinergias em canais de venda e de pagamento para uma base potencial de 55 milhões de clientes da operadora de telefonia, além de novos consumidores.

Segundo estimativas da Credit Suisse, essa parceria com a Tim deverá fazer com que o banco atinja 10 milhões de clientes ainda neste ano.

A Tim também vê com bons olhos a parceria, pois estuda a “transformação” de seu serviço pré-pago em uma espécie de conta digital, o que, segundo a operadora, permitiria inclusive a utilização do saldo de recargas em produtos e serviços financeiros.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*