Ter um carro ou andar de Uber: o que vale mais a pena?

Custos para manter um carro levanta essa dúvida de forma constante; será que vale a pena Uber ou carro?

Por: Vinicius Gonçalves em 07/05/2021
Carro ou Uber

O sonho do carro próprio, seja ele usado ou zero quilômetro, sempre acompanhou a maior parte dos brasileiros.

Porém, a chegada dos aplicativos de corrida particular, como Uber, fez com que um questionamento se tornasse constante devido aos baixos valores das corridas e aos altos custos para manter um carro.

E a questão é: será que vale mais a pena ter um carro ou andar só de Uber? 

Se você também tem essa dúvida, acompanhe este artigo até o final. Vamos explorar detalhes importantes que podem te ajudar a chegar à sua própria conclusão. 

Carro ou Uber? A era dos aplicativos de corrida

Os aplicativos de corrida chegaram no Brasil a partir de 2014 e, desde então, se tornaram aliados importantes na nossa rotina.

Com taxas bem mais em conta em relação aos táxis, os aplicativos se tornaram tão populares que muita gente optou por vender o carro próprio para se locomover apenas por meio dos aplicativos.

Mas será que realmente vale a pena fazer essa troca?

Uma das coisas que se pode adiantar é que a melhor opção depende muito do perfil de quem usa, de modo que detalhes como distâncias percorridas e transportes utilizados no dia a dia são fatores importantes a se considerar. 

Qual vale mais a pena?

O primeiro passo para começar a fazer essa reflexão é ter em mente quais são os gastos mensais com transporte, de maneira que os custos devem ser incluídos no seu orçamento mensal com dois valores: quanto você deveria gastar e quanto gasta na prática. 

Quem opta por ter um carro próprio precisa ter em mente que o custo não será apenas o valor do carro em si. Há uma série de outros custos que precisam entrar no orçamento, como seguro, estacionamento, impostos, manutenções, multas e, principalmente, combustível. 

Outro aspecto que joga “contra” o carro é a depreciação do veículo com o passar dos anos, de maneira que o comprador acaba sempre perdendo no valor de compra. 

Fazer as contas sobre se locomover só de Uber deve começar por um ponto fundamental: quais são as distâncias percorridas na sua rotina?

O aplicativo pode ser chamado a qualquer momento, mas vale lembrar que o custo da corrida pode mudar de acordo com fatores como o tempo (chuva) e alta demanda.

Nestes casos, o “preço dinâmico” pode até dobrar o valor original da corrida e sair mais caro que os táxis.

Caso a sua rotina tenha uma quilometragem alta entre sua casa e seu trabalho, por exemplo, ter um carro próprio pode valer mais a pena.

Isso porque o Uber cobra suas corridas pela quilometragem rodada e, quanto maior ela for, mais cara a corrida será. Porém, caso a sua rotina tenha trajetos mais curtos, a vantagem do Uber em relação ao carro próprio acaba sendo considerável.

O mais indicado sempre é fazer comparações de custos com os dois formatos de transporte, pois desta maneira vai ficar mais fácil tomar uma decisão.

Mas lembre-se que não se trata apenas das vantagens financeiras, existe o fator necessidade que também deve ser considerado de acordo com a sua rotina. Veja os prós e contra de cada opção a seguir.

Quais são as vantagens e desvantagens do carro em relação ao Uber?

Se você é daqueles que precisa do carro todos os dias para trabalhar e gosta de ter o veículo disponível a qualquer momento, os custos do carro acabam valendo a pena.

Embora tenha o fator impostos e manutenção, o carro próprio é sinônimo de comodidade para poder ir e vir sem depender de terceiros.

O ponto de atenção e desvantagem, principalmente se você mora em grandes cidades, é entender que é preciso ter muito cuidado e paciência para não se envolver em acidentes.

Dirigir pode ser uma tarefa estressante a depender do trajeto que se faz.

Se você tem o chamado “carro de garagem” e não tem uma necessidade específica de uso fora os passeios do final de semana, as desvantagens serão inevitavelmente maiores.

Isso porque quando se coloca “na ponta da caneta” todos os custos que citamos anteriormente, os passeios podem sair caros no longo prazo, de modo que se locomover por aplicativos ou até mesmo alugar um carro pode valer mais a pena do que manter um.

Quais são as vantagens e desvantagens do Uber em relação ao carro?

A começar por não investir no alto valor de investimento de um carro em si, seja ele novo ou usado, você já sai no “lucro” caso tenha uma rotina que não envolva uma quilometragem grande de um ponto para outro. 

Além da liberdade financeira de não ter custos com combustível, IPVA, seguro e manutenções, uma das principais vantagens do Uber em relação ao carro é não se estressar com a preocupação no trânsito.

Além disso, é possível  ser transportado confortavelmente e, em alguns casos, com direito a balinhas e água.

Outro ponto interessante de vantagem em relação ao carro é considerar as saídas a passeio com outras pessoas. Se você e seus amigos saem juntos, por exemplo, dividir os custos da corrida no Uber pode sair até mais barato do que utilizar o transporte público. 

O tempo é um outro bem valioso para quem opta por utilizar Uber ao invés do carro.

Isso porque enquanto a viagem segue, você pode assistir uma série, conferir as notícias do dia, conversar com seus amigos nas redes sociais pelo seu smartphone ou simplesmente aproveitar a paisagem pela janela do carro.

Como desvantagem, é sempre importante ter cuidado com as tarifas dinâmicas que já mencionamos anteriormente.

Se você quer evitar pagar mais pelas corridas, é recomendado evitar utilizar o aplicativo em horários de alta demanda, como pela manhã (entre 7h e 8h) e tarde/noite (entre 17h e 19h) ou em dias chuvosos.

A dica aqui é sempre fazer comparações com outros aplicativos de corrida disponíveis no mercado, como 99Taxi, Lady Driver, entre outros.

E aí, você é do time Uber ou do time carro? Qual meio de transporte faz mais sentido pra você? Indique este artigo para alguém que também tem essa curiosidade e fique ligado na Plusdin para mais dicas como essa.

E lembre-se sempre: aqui no Plusdin você dá um gás nos seus conhecimentos de educação financeira.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*