Já Pensou em Começar o Ano Sem Dívidas? Saiba Que é Possível

Com um pouco de planejamento e administração, você consegue atingir tal objetivo. Acompanhe

Por: Alison Pitangueira em 01/12/2020
Já Pensou em Começar o Ano Sem Dívidas? Saiba Que é Possível

Todo mundo gostaria de ter uma vida financeira bem organizada.

Só assim podemos garantir um pouco mais de diversão e ter menos preocupação com as contas, não é mesmo? E com você não é diferente, certo? Apesar disso, nem todos conseguem, porque acabam não se planejando direito e os gastos sempre ficam maiores do que os ganhos.

Sabia que, com um pouco de cuidado e seguindo algumas dicas, é sim possível colocar as contas em dia e organizar as suas finanças pessoais até o final do ano? Apesar de parecer complicado no início, basta que você transforme algumas dicas simples em rotina e, lá na frente, vai ver que não é tão complexo assim!

Ficou interessado? Quer saber mais sobre o assunto? Pretende começar este ano de 2021 sem dívidas? Quer dar um rumo diferente para suas contas daqui para frente? Então, você está no lugar certo! Continue na leitura e saiba como fazer para iniciar o próximo ano sem dívidas! Siga por aqui!

Seis Dicas Valiosas Para Entrar o Novo Ano Sem Dívidas

Acompanhe, a seguir:

1. Conheça Seus Ganhos e Gastos

Esse é um grande problema quando não se sabe quando se ganha e muito menos como se gasta, pois o resultado disso acaba se transformando em dívidas.

Por isso, é preciso que você organize uma planilha com anotações sobre tudo o que ganha, além de anotar todos os seus gastos.

Agindo dessa forma, você terá uma visão melhor de como o seu dinheiro está indo embora, bem como o que precisa fazer para administrar melhor suas finanças!

2.Ganhe Mais do Que Gasta

Como nem sempre é possível aumentar o seu salário, então é preciso, de alguma forma, diminuir os seus gastos. Como fazer isto?

Com base na sua planilha, verifique quais são os seus gastos supérfluos e elimine-os da sua lista. Com isso, já é possível que você comece a equilibrar o orçamento.

Em alguns casos, no entanto, é preciso que você repense o seu estilo de vida, porque ele precisa estar muito bem adequado ao seu orçamento.

3. Quite Suas Dívidas

Para isso, é necessário que você faça um levantamento completo de todas as suas dívidas, para depois começar a negociar.

Ao reorganizar seus gastos, é possível fazer sobrar um pouco de dinheiro e, dessa forma, você deve utilizá-lo para pagar, o mais rapidamente possível, essas dívidas.

Para isso, entre em contato com as empresas para tentar um novo acordo. Se você tiver o dinheiro para pagar à vista é melhor, uma vez que fica mais fácil se conseguir descontos maiores.

Caso isso não seja possível, faça parcelas que, de fato, caberão em seu orçamento.

Para você não se endividar novamente, deve-se evitar pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito ou mesmo realizar compras à vista ou se tiver o dinheiro para o pagamento no mês corrente.

4. Tenha uma Reserva de Emergência

Nunca se sabe quando surgirá um imprevisto e por isso é sempre bom que você tenha uma reserva financeira para essas horas.

Uma dica válida é, após você já ter separado o que gasta e o que conseguiu poupar, guarde, todos os meses, uma quantia que não vá impactar em seu orçamento.

É importante que esse dinheiro também esteja rendendo e que fique disponível sempre que você precisar. Nesse caso, apesar do rendimento baixo no momento, a poupança ainda pode ser uma boa alternativa.

5. Pesquise Antes de Comprar

Sempre que você for comprar algum produto, vale a pena, primeiro, pesquisar os preços e tentar negociar o melhor desconto possível.

Dependendo do item, a diferença de valores de uma loja para outra costuma ser bem significativa, e com a pesquisa é possível se economizar uma boa grana.

A cotação de preços em sites costuma ser bem vantajosa, pois diminui o tempo que você perde indo de loja em loja (e tempo é dinheiro), além de permitir que você escolha o melhor serviço com preços menores.

Sendo assim, você pode fazer desde uma cotação de seguro auto, até contratar um plano de saúde ou empréstimo, economizando muito ao fazer uma boa pesquisa, sem nem mesmo precisar sair de casa.

6. Crie Metas Possíveis

Quando você economiza, sem qualquer objetivo, fica muito mais difícil guardar dinheiro, afinal não se sabe para que ele, de fato, será usado.

Por isso, pense nele para realizar um sonho, como comprar um carro ou fazer uma viagem, e estabeleça prazos, mas lembre-se de que eles precisam ser possíveis de se atingir.

Com disposição, é possível chegar lá

Apesar da organização financeira no começo parecer impossível, com o tempo é possível se adaptar a ela e suas ações começam a ficar mais naturais para economizar, realizar seus sonhos e entrar no ano novo com as finanças em dia. Faça a experiência!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*