E-commerce Cresce 87% em Outubro no Brasil

Vendas no varejo online continuam crescendo no Brasil

E-commerce Cresce 87% em Outubro no Brasil
Por: Wallace Graciano em 06/12/2020

O Brasileiro está cada vez mais empolgado com o e-commerce.

Segundo levantamento Spending Pulse, da Mastercard, índice que rastreia as vendas gerais de varejo em todos os tipos de pagamento, incluindo dinheiro e cheque, que indicam que as vendas online de lojas brasileiras tiveram expansão de 87% em outubro, quando comparamos ao mesmo período do ano anterior. 

Ainda de acordo com o estudo, a média dos últimos três meses (agosto-outubro), foi de 84,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, acima do registrado no terceiro trimestre com 81,5%.

“O comportamento do consumidor nessa pandemia mudou, agora o comércio online faz parte do dia a dia e da vida do cliente. Por isso, por mais que a confiança do consumidor tenha caído no mês conseguimos analisar um crescimento nos dois canais – no varejo tradicional e o no online, que está sendo impulsionado pela redução do isolamento social e pelos benefícios sociais”, afirma Cesar Fukushima, Diretor de Análise Avançada da Mastercard no Brasil.

Vendas Totais

O comparativo registrou que no mês de outubro, o volume de vendas totais (excluídas as vendas de automóveis, materiais de construção, restaurantes e cama, mesa e banho) teve expansão de 10,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A média dos últimos três meses registrou crescimento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado, acima do que foi observado no terceiro trimestre com crescimento de 3,3%.

No varejo, quatro setores tiveram crescimento acima do indicador de vendas totais: supermercado, móveis e eletrodomésticos, artigos farmacêuticos e artigos de uso pessoal e doméstico. Os setores de vestuários, combustíveis teve desempenho abaixo do varejo total.

Nas regiões brasileiras: a região Norte (18,8%), Nordeste (12,3%) e Sul (11,4%) tiveram crescimento acima da média, enquanto Sudeste (8,9%) e Centro Oeste (4,2%) ficaram abaixo do registrado pelo varejo, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Tendência Reforçada pela Black Friday

Essa ascensão pôde ser vista na Black Friday Brasil 2020.

Segundo levantamento da Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm), vendas online durante o período atingiram o faturamento recorde de R$ 5,1 bilhões na quinta (26) e na sexta-feira (27). Se compararmos com o mesmo  período de 2019, houve um faturamento 31% maior. 

Ainda segundo os dados da ABComm, quando analisamos a semana da Black Friday (segunda a sexta) o percentual chega a 45% de crescimento no comparativo anual, com um total de R$6,9 bilhões acumulados.

Ano Positivo Como um Todo

Outrora, a mesma Abcomm já havia lançado outro levantamento no qual apontava que neste ano o e-commerce brasileiro havia faturado 56,8% a mais se comparado com os oito primeiros meses do ano passado.

As três categorias que registraram as maiores variações de crescimento foram Beleza e Perfumaria, que apurou alta de 107,4% em comparação com os nove primeiros meses de 2019; Móveis, com alta de 94,4%; e Eletroportáteis, com 85,7% e faturamento de R$ 1,02 bilhão.

O desempenho das demais categorias pesquisadas ficou assim: Eletrônicos, alta de 68,4% e faturamento de R$ 3,93 bilhões; Esporte e Lazer, 66,8% e R$ 1,57 bilhão; Telefonia, 52,2% e R$ 7 bilhões; Eletrodomésticos, 51% e R$ 4,21 bilhões; Informática, 46,7% e R$ 4,20 bilhões; Moda e Acessórios, 34,9% e R$ 4,1 bilhões; Ar e Ventilação, 17,2% e R$ 1,22 bilhão.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*