Como Eliminar “Sanguessugas” do Seu Orçamento e Poupar Mais?

Dicas podem fazer com que aquele sonhado dinheirinho sobre no final do mês.

Como Eliminar “Sanguessugas” do Seu Orçamento e Poupar Mais?
Por: Gustavo Aguiar em 20/01/2021

Gastos, dívidas, preocupações, pandemia: não vivemos um bom momento na economia mundial, não é? 

Em 2020, o grande objetivo das empresas foi negociar e buscar um acordo com seus funcionários e clientes para continuar suas atividades.

Mas e você: o que fez para otimizar seu orçamento? Separamos algumas dicas essenciais que podem te ajudar a acabar com esses problemas e fazer com que seu dinheiro renda mais, confira!

Guarde seus cartões 

Eu aposto que já faz tempo que você não utiliza dinheiro para pagar suas compras, não é verdade? Pesquisas mostram que a maioria dos brasileiros prefere os cartões de débito e crédito.

No entanto, esse formato acaba permitindo que as pessoas desenvolvam hábitos financeiros ruins, levando-o muitas vezes a gastar mais do que você tem.

Experimente guardar seus cartões por pelo menos 15 dias, usando apenas dinheiro. Depois disse, avalie seus gastos e veja se algo mudou: você pode se surpreender!

Entenda como você gasta

Seu salário também “desaparece” no final do mês? Você precisa mudar isso, monitorando como você gasta seu dinheiro.

Utilize um pequeno caderno ou um aplicativo de celular que possa te ajudar a anotar e controlar o que você. Às vezes, pequenos gastos desnecessários parecem inofensivos, mas quando somados fazem um grande estrago em nosso orçamento.

Crie um plano de gastos (orçamento)

Falando em orçamento, que tal elaborar o seu? Criando um plano sobre como gastar o seu dinheiro, você elabora uma espécie de guia sobre a destinação do seu recurso.

O orçamento permite que você acompanhe seus rendimentos e seus gastos, possa cortar excessos e facilite o uso de seu dinheiro a longo prazo. 

Corte despesas supérfluas

Feito o orçamento, o próximo passo é justamente identificar as despesas que precisam de atenção especial. 

Procure maneiras de diminuir seus gastos: troque lâmpadas antigas para as de LED, economize água, recicle materiais, considere se você tem um plano de internet adequado e com um preço justo de mercado. 

Muitas pessoas permitem que seus pacotes de serviços sejam renovados mês a mês, por estarem muito ocupadas no cotidiano. No entanto, reservar um tempo para verificar esses problemas pode fazê-lo encontrar muitos “sanguessugas” escondidos no seu dinheiro.

Crie um plano para saldar sua dívida

Todo mundo tem um pouco, então é realmente um grande negócio? Sim, pode ser. Se você tem dívidas que se acumulam lentamente ao longo de vários anos, precisa de soluções de dívidas realistas que funcionem para o seu estilo de vida, e não soluções rápidas com as quais você não pode viver por muito tempo. Em algum momento, as taxas de juros começarão a subir e, eventualmente, sua renda provavelmente diminuirá quando você se aposentar. Quando qualquer uma dessas coisas acontecer, se você dependeu do crédito para sobreviver, se verá diante de algumas escolhas difíceis.

Lidar com dívidas mais cedo ou mais tarde deixa você com mais opções. Dito isso, muitas pessoas adiam a obtenção de ajuda financeira porque estão envergonhadas ou não sabem a quem recorrer. Aqui estão algumas de nossas melhores dicas para ajudá-lo a lidar com suas dívidas . Use essas dicas para ajudar a completar a tarefa seis – criar um plano para pagar suas dívidas, mas também manter um padrão de vida razoável. Você só conseguirá passar nesta tarefa se seu plano for realista e se basear no que aprendeu nas outras cinco tarefas.

Procure exterminar suas dívidas

O momento de crise no Brasil dificulta, mas, se possível, livre-se de suas dívidas e de seus juros altos.

Entre em contato com as empresas que você deve, busque negociar ou parcelar suas dívidas para se livrar delas de vez. Ninguém quer somar juros e começar o ano com o nome sujo, não é?

Reflita sobre o que fazer para lidar com suas dívidas de forma eficaz e implemente esse compromisso no seu orçamento de forma realista. 

Eduque-se

Por fim, fique atento e eduque-se. Continue aprendendo e buscando formas de otimizar suas finanças. O dinheiro vem e vai e por isso é sempre importante estar atento para imprevistos. Cuide de sua saúde financeira!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*