Saiba Quais São Os Empregos Mais Requisitados Durante a Pandemia

Mesmo com o aumento do desemprego alarmante, alguns setores aumentaram a demanda e, consequentemente, a oferta de vagas de emprego

Saiba Quais São Os Empregos Mais Requisitados Durante a Pandemia
Por: Débora Roque em 27/05/2020

A pandemia do COVID-19 impactou o mundo em diversos aspectos: sociais, econômicos, culturais e políticos. Muitos profissionais perderam seus empregos ou estão tentando se reinventar diante dessa situação.

Em contrapartida, surgiram várias vagas de trabalho em alguns setores que estão sendo sobrecarregados devido os novos hábitos da população provocados pelo isolamento e também àqueles relacionados ao enfrentamento a pandemia – área da saúde.

Nesse post listamos as principais profissões que têm se destacado durante a pandemia.

Profissões com maior demanda durante a pandemia

A Glassdoor é uma plataforma digital na qual é possível encontrar a vaga ideal, pesquisar empresas, comparar salários e candidatar-se a vagas. Perante a crise que o mundo está vivendo, a Glassdoor realizou um levantamento de dados, através de avaliações de mais de 1 milhão de empresas em mais de 190 países, e identificou 20 empregos que tem se destacado durante a pandemia.

Confira a seguir a lista divulgada com os respectivos números de vagas:

  • Médicos: 12.514
  • Atendimento ao Cliente: 9.815
  • Enfermeiro: 2.120
  • Técnico em Enfermagem: 1.506
  • Auxiliar de Logística: 1.192
  • Farmacêutico: 963
  • Operador de Caixa de Loja: 919
  • Estoquista: 844
  • Operador de Telemarketing: 829
  • Auxiliar de Enfermagem: 829
  • Analista de Logística: 792
  • Assistente de Logística: 533
  • Técnico de Laboratório: 464
  • Líder de Logística: 432
  • Operador de Loja: 332
  • Supervisor de Logística: 235
  • Entregador: 219
  • Repositor de Mercadorias: 149
  • Psicólogo Organizacional: 134
  • Motoboy: 128

Área da saúde

As maiores demandas são da área da saúde, como médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros etc. O Ministério da Saúde pretende cadastrar cinco milhões de profissionais da saúde – o que inclui também médicos veterinários, educadores físicos, fisioterapeutas etc – para auxiliarem no combate ao vírus.

Isso faz parte do programa “O Brasil conta comigo – Profissionais da saúde”, o qual realiza uma capacitação on-line sobre os protocolos clínicos do Ministério da Saúde em relação ao Covid-19. Ainda não é o momento de convocação imediata, mas sim uma preparação dos profissionais que podem ser solicitados caso precise.

Logística e comércio

O setor de logística e comércio também estão em alta, visto que as compras on-line aumentaram drasticamente. O e-commerce brasileiro faturou R$9,4 bilhões em abril, isso é 81% maior em relação ao mesmo período do ano de 2019. Esse número se deve ao fato das 24,5 milhões de compras on-line, o que representa um aumento de 98% em relação à abril de 2019.

Atendimento ao cliente e telemarketing

O Grupo Services é uma das maiores contact center no Brasil, com mais de 7 mil funcionários. Como o número de ligações e atendimentos cresceu exponencialmente, a empresa abriu 400 vagas em Curitiba, todas para home office e as entrevistas são remotas.

Segundo levantamento interno, o tempo médio das chamadas em espera aumentou cerca de 120%. Acontece que as pessoas precisam ficar em casa e, ao mesmo tempo, necessitam realizar serviços como transações bancárias, desbloquear cartão de crédito, aumentar a velocidade da internet entre outros que só podem ser realizados através do telefone.

Entregadores e motoboys

Essa categoria engloba muitas pessoas que perderam seus empregos e se reinventaram em um novo emprego. Com muitas pessoas em casa, produtos, alimentos, medicamentos e até documentos precisam ser entregues de alguma forma. É aí que os aplicativos como iFood, Rappi, Uber Eats e 99 Food aumentaram a busca por mão de obra, oferecendo uma oportunidade para quem precisa de alguma atividade temporária.

Tecnologia

A transformação digital dentro das empresas tem crescido nos últimos três anos. Com o novo coronavírus isso não seria diferente. As pessoas estão tendo que se adaptar ao novo esquema de home office, com isso, essa área teve um aumento significativo nos últimos meses. A crise provocou uma aceleração da introdução de tecnologias nas empresas, obrigando que elas amadureçam tecnologicamente.

Nesse momento, é possível encontrar boas oportunidades nessas áreas de atuação. Mesmo que tenha que começar de novo, agora é hora de recriar.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*