Empréstimo estudantil: conheça os tipos e onde conseguir

Ingressar em uma faculdade ainda é o sonho de muitas pessoas, mas, financeiramente, isso pode ser difícil. O empréstimo estudantil pode ajudar nessa missão

Por: Ariane Terrinha em 01/06/2021
universitários comemorando a formatura com empréstimo estudantil

O empréstimo estudantil garante o sonho de muitas pessoas. Isso porque apesar da oferta de cursos em faculdades públicas, nem todas as pessoas conseguem uma vaga.

Sabemos que as mensalidades de uma instituição de ensino particular não são baratas, e talvez você se pergunte: ” como estudar se não tenho dinheiro”?

Voltamos a primeira frase do nosso post: o empréstimo estudantil pode, e MUITO te ajudar a realizar seu sonho. Vem com a gente pra conhecer suas categorias e os melhores lugares para conseguir o seu.

Como funciona um empréstimo estudantil?

A mensalidade de algumas faculdades pode pesar no bolso. Apesar disso, o dinheiro não deve ser visto como barreira para conquistar esse objetivo. É por isso que o empréstimo estudantil pode te ajudar. 

De forma geral, o empréstimo estudantil é um dinheiro que você consegue para financiar os gastos com estudos. Ele pode ser voltado tanto para o ensino superior, como para cursos profissionalizantes, pós graduações e especializações, intercâmbios e cursos de idiomas. 

Dependendo do empréstimo estudantil que você solicitar, ele possui um tipo de funcionamento diferente, tanto para forma de pagamento, como para o valor que você pretende solicitar, além dos critérios a serem seguidos para conseguir o empréstimo. 

Quais são os tipos de empréstimo exclusivo para estudantes?

Existem alguns tipos de empréstimos estudantis que você pode fazer para financiar os seus estudos. Eles atendem a maior parte das pessoas e possuem condições facilitadas para os estudantes. Confira abaixo os tipos de empréstimo estudantil que você pode realizar. 

FIES

O FIES é o empréstimo estudantil mais conhecido do país.  É um programa criado pelo Ministério da Educação e que financia até 100% da sua graduação.

Para solicitar o FIES, o estudante já precisa estar matriculado na instituição de ensino particular. Além disso, é preciso mandar nem nos processos de avaliação para conquistar o FIES. 

Logo, não é possível tomar o empréstimo antes da matrícula. Além disso, o FIES conta com taxa de juros de 6,5% ao ano, além de um período de carência de 18 meses – um dos maiores prazos de financiamento estudantil – . 

Basicamente, o estudante paga o máximo de R$150 a cada trimestre durante o curso. Ao final, nos próximos 18 meses, o pagamento trimestral do mesmo valor permanece. Ao final da carência, o restante que sobrou para quitar será dividido em até 12 anos. 

Mesmo sendo uma alternativa viável, muitos estudantes também optam por outros tipos de financiamento:

Empréstimos universitários privados

Além do FIES, que atua em parceria com as instituições de ensino superior, você também pode conseguir um empréstimo estudantil privado.

Em alguns casos, trata-se do parcelamento das mensalidades pelas próprias faculdades em mais parcelas. Já em outros, você consegue crédito universitário direto com uma instituição privada. 

Entre os bancos que trabalham com crédito estudantil está o Bradesco.

No caso, você consegue financiar 100% do valor do semestre em 12 vezes.

Mesmo que você contrate o financiamento em todos os semestres, as parcelas não se acumulam e você só começa a pagar por um semestre quando o outro financiamento termina. 

Além disso, você também pode optar pelos programas de empréstimo estudantil privado como o Pra Valer e o PEP, que é o Parcelamento Estudantil Privado. Veja suas características abaixo:

PEP

  • Você consegue parcelar as suas mensalidades diretamente com a faculdade.
  • Dentre as que oferecem o PEP estão a Universidade Anhanguera, Faculdade Pitágoras e Unopar.

Pra Valer

  • Funciona como um FIES, porém é um crédito estudantil privado.
  • Você pode fazer a simulação do seu financiamento no site, bem como a solicitação do crédito.

Empréstimos em bancos

Alguns bancos oferecem linhas de crédito específicas para estudantes,  mas você também pode optar por um empréstimo comum pessoal.

Nesse caso, apesar de não ter foco específico da instituição, você é que direcionará o dinheiro para os seus estudos. Porém, diferente do FIES, você não contará com condições facilitadas para estudantes. 

O Nubank por exemplo, tem se destacado nos juros baixos em seu empréstimo, e seu dinheiro pode ser usado para o que desejar.

Empréstimos em instituições financeiras

A mesma coisa é valida para instituições financeiras. Ao invés de solicitar um empréstimo no banco, você pode conseguir crédito com financeiras.

Muitas pessoas preferem, pois as taxas de juros podem ser menores, bem como o prazo de liberação do crédito. 

Atualmente, os empréstimos pessoais em financeiras com as taxas de juros mais baratas são:  Empréstimo Sim e Geru.

Bolsas de estudo

Conseguir uma bolsa de estudos pode facilitar e muito na hora de ingressar em algum curso. Se você pretende seguir por esse caminho, precisa pesquisar as instituições de ensino que trabalham com bolsas, já que nem todas possuem essa oferta.

A maioria das instituições concedem bolsas de estudos mediantes alguma prova.

Há também aquelas que trabalham com sistema de cotas.

O ideal é fazer uma pesquisa para saber quais bolsas de estudos a universidade que você está interessado oferece. 

Vale a pena pedir empréstimo estudantil?

Apesar de ser a oportunidade que muita gente precisa para conseguir acessar o ensino superior, tomar um empréstimo estudantil exige os mesmos cuidados ao tomar um empréstimo comum. Você precisa estar planejado financeiramente para arcar com esses custos durante um bom tempo. 

Além disso, vale lembrar que além do gasto do empréstimo estudantil, os estudantes também possuem custos durante toda a jornada de graduação para realização de trabalhos durante os estudos. 

Além dos empréstimos citados acima, existem pessoas que optam por outros tipos de empréstimo para financiar os estudos, como é o caso do empréstimo com garantia. Porém, você deve escolher o empréstimo que melhor atenda as suas condições de pagamento. 

Por isso, organize muito bem as suas finanças antes de solicitar um empréstimo estudantil. Assim, você pode ter a tranquilidade de que fez um bom investimento no seu futuro. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*