Jornada empreendedora: os primeiros passos, ferramentas e conceitos essenciais

Para garantir o sucesso do seu negócio, conheça mais detalhes de como executar bem os detalhes da jornada empreendedora

Jornada empreendedora: conduzir o negócio da forma correta garante crescimento
Por: Pamela Gaudio em 18/04/2021

Muitas pessoas sonham em viver do próprio negócio. Ser seu próprio patrão pode ser algo desafiador, mas ao mesmo tempo, pode trazer recompensas incríveis e mais flexibilidade em lidar com a sua rotina, além de um grande aprendizado em liderar pessoas. 

A pandemia que se iniciou em 2020 fez com que muitas pessoas considerassem iniciar o próprio negócio, mesmo que fosse algo pequeno.

Isso porque muitos acabaram perdendo seus empregos. Atualmente, o Brasil conta com mais de 14 milhões de empregados atualmente. Dessa forma, alguns precisaram inovar para continuar tendo alguma renda. 

Se você se encaixa dentro disso ou simplesmente entendeu que agora é o momento para iniciar a sua jornada empreendedora, esse artigo pode te ajudar. São muitas as dúvidas para quem quer empreender. 

Por onde começar a jornada empreendedora?

Se tornar um empreendedor pode ser um processo burocrático, mas que vale a pena. Toda empresa precisa ter um CNPJ e abrir um é super fácil e pode ser feito online. Você pode se tornar um microempreendedor individual inicialmente.

Essa é a melhor forma para começar a empreender. 

Você também precisa ter definida a sua área de atuação. O que a sua empresa vai oferecer para a sociedade? Quais são os produtos e serviços?

Após definir esse escopo é que começam os trabalhos da jornada empreendedora. 

São muitos detalhes para avaliar: contratação de funcionários, compra de produtos, instalação física ou custos com operação online, adquirir materiais necessários para execução do trabalho, etc, etc, etc. Pode ser cansativo, mas você não deve desistir.

Como ter dinheiro para iniciar sua jornada empreendedora?

Possuir uma reserva de grana é essencial para abrir a sua própria empresa. A ideia do negócio e o CNPJ são de graça, mas em compensação, o restante pode precisar de um bom investimento. Toda empresa precisa ter um capital de giro. 

Mas o que é o capital de giro? É aquela grana que existe no seu caixa depois de pagar todas as despesas do seu negócio. É o dinheiro necessário para dar continuidade no seu trabalho.

É o famoso fechar a conta no azul. Ter um bom capital de giro faz com que o seu caixa não fique apertado em caso de outras necessidades empresariais. 

Jornada empreendedora: planejando-se financeiramente para ser um empreendedor

A partir da tomada de decisão em empreender, você vai precisar ter uma organização financeira para colocar o seu plano em prática. Por isso, tenha alguém de confiança fazendo a contabilidade do seu negócio. Se você entende do assunto, pode lidar com essa parte sem maiores problemas. 

Inicialmente, pode ser necessário ter um investimento mais robusto para começar o seu negócio. Daí, é hora de se preparar para abrir uma conta corrente empresarial, solicitar um cartão de crédito corporativo e, se necessário, fazer um empréstimo para o seu negócio. 

As melhores contas para a sua empresa

Se você já está familiarizado com algumas modernidades, pode preferir uma conta PJ totalmente digital para a sua empresa. Os bancos tradicionais também são uma opção para quem já está habituado com o sistema e possui conta-corrente há muito tempo naquele banco.

Existem algumas excelentes opções de contas para quem quer empreender.

Nubank: super em alta desde seu surgimento, por conta do cartão de crédito roxinho, o Nubank evoluiu os seus serviços e passou a oferecer conta para Pessoa Jurídica.

A conta PJ está disponível para quem já é correntista do banco ou possui cartão de crédito. Também é voltada para pequenos negócios, ainda não aceitando empresas limitadas.

Apesar dessas duas condições, ela pode ser uma boa opção, já que não requer papelada e você pode fazer tudo pelo app. O Nubank não cobra tarifa de manutenção. 

Banco Inter: o banco Inter também entra nessa lista, oferecendo tudo digitalmente. Voltada para o pequeno empreendedor, você consegue emitir boletos no aplicativo e até mesmo solicitar maquininha de cartão para usar no seu negócio.

Também não cobra tarifa de manutenção.  

C6 Bank: o C6 Bank entra na mesma linha dos outros dois já citados, oferecendo tudo digitalmente, com todo respaldo para o microempreendedor.

O banco também oferece uma linha de crédito para quem precisar de capital de giro e investir no seu negócio. 

Todas as opções que citamos oferecem cartão corporativo com função débito, mas também é possível solicitar um cartão de crédito com limite especial para o seu negócio. 

Empréstimos para começar sua jornada empreendedora

Se você optar por fazer um empréstimo para investir no seu negócio, saiba que existem diversas opções disponíveis. Pesquisar bem sobre o funcionamento de cada tipo de empréstimo e fazer simulações podem te ajudar a fazer a melhor escolha. 

Microcrédito

O microcrédito é praticamente voltado para o MEI. Quem determina as regras do microcrédito é o BNDES e o foco são pequenas empresas ou pessoas físicas querendo iniciar um negócio. Nele, você consegue até 20 mil reais. 

Crédito bancário tradicional

O mais comum entre os empréstimos. Basta ir até uma agência de sua preferência e fazer a solicitação. Mas pode não ter muito vantajosa essa opção. 

Antecipação de recebíveis

Geralmente essa modalidade é utilizada para curto prazo, buscando manter o capital de giro. Basicamente, você antecipa o recebimento de valores que ainda vão ser pagos pelos clientes, como é o caso de parcelamentos.

Ao invés de receber parcelado, você recebe de uma vez só, sem precisar esperar o pagamento do cliente. 

Peer-to-peer

Uma modalidade recente que dispensa instituições financeiras. Um investidor investe no empreendedor. É menos burocrático e pode ser solicitado online, mas pode ser mais arriscado tanto para o investidor como para o empreendedor. 

Investidor anjo

São pessoas físicas ou jurídicas que podem investir o próprio capital na sua empresa, avaliando o seu potencial de crescimento. É basicamente um voto de confiança e geralmente são as Startups que contam com investidores anjo. 

Para saber mais sobre os empréstimos, taxas de juros e solicitação, preparamos um artigo bem legal sobre o tema que você pode ler clicando aqui. 

Inicie agora mesmo sua jornada empreendedora

Agora que você já leu o nosso artigo e já tem uma boa noção de por onde começar, não perca mais tempo. Empreender pode ser uma lição na sua vida, que vai te trazer prosperidade e a possibilidade de ajudar outras pessoas, oferecendo produtos e serviços de qualidade. 

Bora começar?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*