Veja o Que Está Mais Caro na Ceia de Natal e Saiba Dicas Para Driblar a Inflação 

Separamos 5 dicas para te ajudar a economizar sem deixar de fazer a ceia para sua família.

Veja o Que Está Mais Caro na Ceia de Natal e Saiba Dicas Para Driblar a Inflação 
Por: Da Redação em 21/12/2020

A ceia de natal em 2020 vai pesar no bolso do brasileiro.

O alerta das autoridades de saúde é que as famílias evitem aglomerações por causa da pandemia do novo coronavírus.

Todavia, mesmo que a ceia seja restrita aos membros apenas de sua residência, evitando as grandes reuniões familiares a que estamos acostumados, os itens tradicionais estão sendo impactados diretamente pelas constantes altas dos preços de alimentos. 

Em novembro, a inflação oficial, de acordo com IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), bateu recorde e foi a maior para o período nos últimos cinco anos.

A taxa ficou em 0,89% e teve como principal motivador a alta em itens como alimentos e bebidas. 

O Que Está Mais Caro na Ceia de Natal? 

Dezesseis itens tradicionais na ceia de natal tiveram um aumento médio de 15%, segundo recente levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV-IBRE).

Isso equivale a mais de três vezes a inflação acumulada no período. Uma das altas mais consideráveis é do pernil de porco, com um elevação de 31%.

O arroz, que segue em sua marcha de alta em 2020, registrou um aumento de 62%.

A explicação para esse crescimento nos preços passa também pela desvalorização do real frente ao dólar, o que impulsiona a exportação, não o consumo interno.

Além do pernil, o lombo suíno teve um aumento de 20,14% nos últimos 12 meses. 

Por Que o Arroz Está Mais Caro? 

Um pacote de arroz de 5Kg chegou a custar R$ 30 em 2020.

O alto preço do item é justificado, além da alta do dólar, pela falta do produto no mercado interno, já que houve uma diminuição da área plantada. 

O Preço Das Aves Também Subiu Para o Natal? 

Sim. A Fundação Getúlio Vargas destaca no levantamento que o preço do frango inteiro, e que inclui também o peru, teve alta de 14,51%. O reflexo chega às aves, com aumento similar: 14,21%. 

Veja abaixo a lista dos aumentos registrados em itens comuns na ceia de natal do brasileiro: 

Bacalhau – aumento de 10% puxado pela alta do preço do dólar 

Batata inglesa: 10,67%

Frutas: 14,99%

Bolo pronto: 3,53%

Azeite: 9,72%

Azeitona em conserva: 13,29%

Refrigerantes e água mineral: 3,73%

Sucos de fruta: 3,37%

Vinho: 3,94%

Quais Itens da Ceia de Natal Registraram Queda? 

Refrescos de fruta em pó – queda de apenas 0,12%

Cebola – queda de 15,7% 

Quais São as Dicas Para Driblar a Inflação na Ceia de Natal? 

Dica número 1

O brasileiro é criativo por natureza. Portanto, mesmo que possa parecer, em um primeiro momento, anormal, inclua um prato novo em sua ceia de natal. De preferência, algo mais saudável e que demande um investimento bem menor na hora da compra no supermercado ou sacolão. 

Dica número 2 

Se tiver algum convidado, opte pelo prato compartilhado. Cada um levando algum quitute, assado ou guarnição, por exemplo, sempre é uma excelente maneira de reduzir os gastos e proporcionar uma bela ceia de natal com custos divididos. 

Dica número 3

Divida os custos. Mais uma vez, caso você possua algum convidado e não exista a opção de um prato compartilhado.

Faça com que ele também se sinta parte importante da realização do natal dividindo os custos totais que você teve com a compra de todas as iguarias para a realização da ceia.

Sabemos que muitos brasileiros sempre gostam de passar por bons anfitriões e têm uma grande disposição de oferecerem o melhor nestes períodos do ano, mas não estoure seu orçamento por capricho. Divida, sim, a responsabilidade entre todos. 

Dica número 4 

Não deixe para comprar nada na última hora. Além dos preços ficarem bem mais elevados, corre-se o risco ainda de não achar produtos mais em conta ou de marcas alternativas, o que fará sua ceia de natal ainda mais cara e vai afetar diretamente na definição de cardápio. 

Dica número 5

 Reduza o desperdício. O ano de 2020 foi marcado por inúmeras perdas para grande parte da população. Não vacile também no desperdício de alimentos. Relembre como foram suas últimas ceias de natal e elimine alimentos ou pratos que sempre ficaram esquecidos. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*