Maquininha de cartão de crédito: o que é, como funciona e como ter uma

Aprenda de uma vez por todas o que são e como funcionam as maquininhas de cartão de crédito

Por: Wallace Graciano em 15/04/2021
Maquininha de cartão de crédito: o que é, como funciona e como ter uma

Nos dias atuais é praticamente impossível ser comerciante e não possuir uma maquininha de cartão de crédito. Cada vez mais comum, essa é uma daquelas ‘facilidades’ que veio para ficar.

Afinal de contas, com uma maquininha em mãos é possível aceitar pagamentos com cartões de crédito, débito, pré-pagos e, em alguns casos, até mesmo vale alimentação e vale refeição.

Então, se você ainda tem dúvidas sobre essa ‘ferramenta’, elaboramos este guia completo mostrando quais são as melhores do mercado e como elas podem ser úteis no seu dia a dia. Venha conosco!

O que é uma maquininha de cartão de crédito?

A maquininha é um dispositivo eletrônico que possui um hardware que permite a leitura de cartões de crédito, débito, pré-pago e vouchers. Integrado a um software, ele registra o pagamento do cliente e o comunica diretamente à operadora (bandeira), que enviará as informações ao banco.

Ou seja, é um dispositivo que intermedia e registra a transação entre o lojista e o cliente. Após ter essa transação reconhecida, ela emite um comprovante para os dois e, em alguns casos, uma nota fiscal.

Como funciona uma maquininha de cartão de crédito?

Abaixo, vamos mostrar o passo a passo que envolve uma venda através de uma maquininha.

  • O consumidor comunica que deseja pagar com cartão de crédito;
  • A loja ou pessoa física disponibiliza a maquininha;
  • Ao passar o cartão, inserir o chip ou pagar por aproximação, a máquina lê os dados do cartão;
  • Esses dados são enviados à bandeira, que checará se a transação foi aprovada ou não;
  • Se aprovada, a máquina emite o recibo da transação, caso seja aprovada, e registra o pagamento no sistema.

Como pagar?

Caso você queira fazer um pagamento, basta apresentar seu cartão, seja ele qual for a modalidade, passar, inserir ou aproximar da maquininha (através da tecnologia contactless). Caso você tenha saldo e a negociação seja aprovada, receberá o comprovante e o valor da transação será diretamente comunicado junto à instituição.

Como receber?

Se você é lojista, vamos mostrar passo a passo de como receber através da maquininha:

  • Observar como o cliente deseja efetuar o pagamento (leitura de tarja, chip ou por aproximação);
  • Digitar o valor da venda;
  • Observar qual será a forma de pagamento (débito, voucher, crédito à vista ou parcelado)
  • Em caso de crédito parcelado, comunicar o número de vezes;
  • Aguardar o cliente digitar a senha (se não for por aproximação);
  • Aguardar a aprovação da compra.

Como ver o saldo?

Você poderá ver o saldo acumulado de todas as transações em um dos menus disponíveis para isso dentro do próprio equipamento (a nomenclatura varia, mas, normalmente, pode ser acessada em menu – vendas – saldo)

Como transferir?

A transferência dos valores das transações normalmente são feitas de forma automática (desde que você tenha cadastrado uma conta de destino).

  • Venda no débito: costuma demorar um dia para o valor cair na conta;
  • Venda no crédito: pode demorar até um mês para a transferência ser realizada.

Porém, ele só ocorre após uma espécie de auditoria, chamada conciliação de vendas, no qual há um confronto entre as informações das operadoras, do sistema de gestão (quando houver) e do seu extrato bancário.

Com ela, é possível garantir que todas as vendas foram confirmadas e os valores foram repassados, assim como as taxas foram devidamente descontadas.

Como sacar o dinheiro recebido?

Se estiver tudo certo, assim que a transferência for feita, é possível sacar em sua conta de destino. Porém, no caso do crédito, é possível antecipar esse valor que você tem a receber.

Entretanto, não recomendamos, já que as taxas são altas, incluindo juros na transação (é como se você estivesse pedindo um empréstimo). Nesse caso, só faça como última alternativa.

Como ter uma maquininha de cartão de crédito?

Existem duas formas diretas para você ter uma maquininha em sua loja. São elas:

Comprar

Você adquire a maquininha direto com a operadora e poderá comercializá-la no futuro caso feche seu negócio ou mesmo queira ter uma mais moderna. Além disso, terá manutenção garantida.

Alugar

Caso você não tenha grande fluxo de caixa para fazer um grande investimento, poderá alugar sua maquininha. Assim como quando compra, você mantém o direito de ter manutenção do aparelho.

O que é melhor, comprar ou alugar?

Depende. O que vai ditar qual é a melhor alternativa é seu negócio, levando em conta os custos, a quantidade de máquinas que precisará comprar e se conseguirá acompanhar até mesmo o desenvolvimento tecnológico dela.

Porém, o que podemos afirmar é que quem compra uma maquininha é dono dela para sempre, podendo até mesmo revendê-la no futuro. Já quem aluga, tem a vantagem da troca da máquina caso apareça uma outra melhor, além de manutenção garantida.

Quanto custa uma maquininha de cartão de crédito?

Depende. É possível comprar ou alugar uma maquininha de cartão de crédito. Tudo vai depender do seu bolso e das funções que deseja para seu negócio. E, obviamente, esses valores variam de acordo com as funções que elas oferecem.

Em uma rápida pesquisa, é possível comprar máquinas entre R$ 11 (Tom T1) e R$ 838 (Cielo Flash). No caso de aluguéis, em alguns casos são isentos de mensalidades, mas em outros vão até mais de R$ 50 por mês.

Quais taxas são cobradas?

Abaixo, vamos mostrar todas as tarifas que podem estar acopladas à sua maquininha.

Mensalidade

Essa é a taxa mais comum. A mensalidade, porém, não é cobrada via de regra, pois depende do modelo escolhido. Porém, podemos dizer que estão diretamente ligadas à quantidade de funcionalidades oferecidas pelas operadoras. Ou seja, quanto mais funções sua maquininha tiver, maior será a mensalidade dela.

Taxa de aquisição

Quem costuma isentar os lojistas da mensalidade costuma cobrar essa taxa, que se dá apenas no ato da compra. A operadora em questão recebe por vendas realizadas pelo aparelho.

Juros

A taxa de juros é cobrada quando o lojista antecipa o valor de alguma transação.

Tarifa de venda

Essa é a taxa que não tem como fugir. Ela é cobrada sobre a venda do produto. Ela pode variar conforme a empresa escolhida e o tipo de transação (crédito, débito ou parcelado).

Qual maquininha tem a menor taxa?

Atualmente, a maquininha que possui a taxa mais vantajosa para pequenos comerciantes é a SumUp Top, que possui tarifa de 1,90% por transação e você pode receber o valor em até um dia, com espera média de 24h de transferência.

Para quem uma maquininha é recomendada?

Se você deseja alavancar seu negócio, ter uma boa maquininha de cartão de crédito tornou-se essencial para galgar degraus. Recomendada para todos os tipos de negócio, mas, principalmente, para quem têm um alto volume de vendas ou mesmo desejam maior praticidade para efetuar transações sem precisar trabalhar diretamente com dinheiro.

Só para ter uma ideia, os pagamentos feitos pelos brasileiros com cartões de crédito, débito e pré-pagos chegaram aos R$ 2 trilhões em 2020, o que corresponde a um crescimento de 8,2% na comparação com 2019, segundo números da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Por que ter uma maquininha de cartão?

Atualmente, boa parte dos clientes evita andar com dinheiro em espécie, seja por segurança ou praticidade. Ao ter uma maquininha, você consegue atender suas necessidades e o atrai para seu negócio.

Vantagens

  • Maior atração e reconhecimento dos clientes para negócios;
  • Praticidade;
  • Segurança
  • Otimização dos processos, sem precisar de cálculos para devolver troco;
  • Aceita várias bandeiras e métodos de pagamento;
  • Aceita moeda estrangeira e faz conversão automática;

Desvantagens

  • Cobrança de taxas por cada transação realizada;
  • Necessita de boa cobertura de internet, seja por Wi-Fi ou telefonia.

Quem pode ter maquininha de cartão de crédito?

Engana-se quem pensa que são somente pessoas jurídicas portadoras de CNPJ (seja PJ ou MEI) que podem adquirir maquininhas. Até mesmo pessoas físicas conseguem esse mecanismo. Porém, no caso de portadores de CPF, será mais burocrático, demandando maior comprovação de renda.

Quais são as melhores maquininha de cartão de crédito?

Abaixo, vamos mostrar as principais maquininhas disponíveis do mercado:

Quais bandeiras as maquininhas de cartão de crédito aceitam?

Abaixo, veja quais são as bandeiras mais aceitas no mercado brasileiro:

  • Visa
  • Mastercard
  • Hipercard
  • Elo
  • Ticket Alimentação
  • Ticket Refeição
  • Hipercard
  • Sodexo
  • Alelo

Como solicitar/contratar uma maquininha de cartão de crédito?

Agora que você sabe tudo sobre maquininhas, chegou o momento principal. Para contratar uma para seu negócio, pesquise primeiro sobre quais funções cada uma oferece, além das taxas e tarifas que terá que arcar.

Após escolher qual mais se adapta a você, entre em contato com a empresa que deseja ter em sua loja ou adquira a maquininha livremente no comércio. Caso opte pela segunda opção, basta ativá-la com a documentação exigida por seu banco e pela operadora da maquininha.

Quais são as exigências?

As exigências para adquirir sua maquininha variam, as, em geral, são essas:

  • Conta bancária vinculada ao CPF ou CNPJ.
  • Comprovante de renda ou faturamento médio mensal (em caso de PJ ou MEI)
  • Comprovante de ramo de atividade compatível com o recebimento de cartões.
  • Apresentação comercial sobre a empresa ou serviço prestado.
  • Documentação completa e legalizada dos sócios e da empresa (em caso de PJ)
2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*