Metas financeiras: o que são e 7 dicas para estabelecer as suas

As metas financeiras são um norte para quem deseja realizar um sonho ou garantir uma aposentadoria mais tranquila. Saiba como definir as suas

Por: Gustavo Marlieri em 12/07/2021
Metas financeiras

Estabelecer metas financeiras é o primeiro passo de quem está investindo em sua educação financeira ou apenas deseja realizar algum sonho de curto, médio ou longo prazo.

Apesar de parecer algo simples, estabelecer essas metas pode ser algo desafiador, principalmente quando não se sabe bem ao certo o que deve ser feito ao longo do caminho.

Por isso, ao longo deste post você poderá conferir sete dicas super práticas para que você consiga estabelecer e alcançar suas metas financeiras. Boa leitura!

O que são metas financeiras?

Metas podem ser consideradas como objetivos a serem alcançados.

Imagine, por exemplo, um corredor em uma maratona. A linha de chegada, para ele, é a meta a ser atingida e cada km percorrido pode ser considerado um objetivo, que precisa ser superado para que a sua meta seja alcançada.

As metas financeiras, como no caso da maratona, podem ser consideradas um caminho a ser percorrido para se realizar um sonho, que pode ser a independência financeira, a casa própria, um carro novo, o casamento, uma viagem etc.

Ao traçar metas financeiras bem definidas, você determina a forma como o seu dinheiro será gasto e, dessa forma, pode alcançar seus objetivos mais rapidamente.

Entre as principais metas que as pessoas normalmente estabelecem, podemos destacar:

Além disso, as pessoas também costumam estabelecer metas de curto, médio e longo prazo.

As de curto prazo são aquelas que devem ser cumpridas em até um ano e servem para objetivos menores, tais como quitar uma dívida, fazer uma viagem, comprar um celular novo etc.

As metas de médio prazo são aquelas que precisam ser cumpridas em até dois anos e, no geral, envolvem despesas um pouco maiores, como a reforma de sua casa, o casamento ou a realização de uma viagem ao exterior.

Já as metas ou objetivos de longo prazo são aqueles que se referem ao período de, no mínimo, cinco anos. Regra geral, elas se aplicam a planos maiores, como a independência financeira, a compra de uma casa etc.

Aprenda a investir na bolsa a longo prazo aqui.

Como definir as minhas metas financeiras?

A definição de suas metas financeiras perpassa uma série de questões, inclusive, um bom planejamento financeiro. Nesse sentido, o ideal é que você busque traçar seus objetivos com base em sua realidade.

Existe uma metodologia que é muito utilizada para o estabelecimento de metas e que se aplica no mundo das finanças. É o chamado método SMART. Nesse sentido, as metas devem ser:

  • S: Específicas;
  • M: Mensuráveis;
  • A: Alcançáveis e realistas;
  • R: Relevantes; e
  • T: Temporais.

Ou seja, com base nesse método, ao definir suas metas financeiras, é preciso que elas sejam específicas, determináveis, alcançáveis (nada de metas surreais por aqui), relevantes e que sejam atreladas a um prazo.

Tendo isso em mente, separamos sete dicas que irão te ajudar a estabelecer, acompanhar e atingir as suas metas financeiras. Confira:

1. Determine seus objetivos

O primeiro passo para quem quer estabelecer uma meta financeira é definir seus objetivos, que são pequenas tarefas que te ajudarão a alcançar o resultado almejado.

Lembra do corredor na maratona? Pense que cada km é um objetivo e que superar a maratona é a sua meta. Sem passar por cada km, não há como atingir esse objetivo.

Assim, se a sua meta é ter independência financeira, por exemplo, um objetivo pode ser investir parte de sua renda mensal em uma aplicação de longo prazo.

2. Organize seus gastos

Outro ponto importante para quem quer alcançar suas metas financeiras é realizar um bom controle de gastos.

Nesse sentido, anote todas as suas despesas e analise como você tem gastado o seu dinheiro. Existem planilhas e aplicativos que permitem fazer isso de uma forma simples.

Uma vez que você esteja com essas informações em mãos, comece a cortar gastos desnecessários e que podem te atrasar no cumprimento de seus objetivos.

3. Estabeleça prazos

Uma vez que você já sabe quais são os seus objetivos, o próximo passo é determinar um prazo para que eles aconteçam. Esse é o principal ponto para transformar um simples objetivo em uma meta real.

4. Seja realista

As metas financeiras que definimos devem ser realistas, pois caso contrário, podemos desistir facilmente delas.

Dessa forma, busque, em seu planejamento, traçar metas que sejam compatíveis com a sua realidade e com o tempo que você tem para alcançá-las.

Por exemplo, se sua meta é ter R$ 1 milhão e você ganha um salário-mínimo, não estipule o prazo de um ano para que isso aconteça, pois não há chance de essa meta se cumprir.

Nesse sentido, um de seus objetivos pode ser conseguir uma renda extra para atingir essa meta de R$ 1 milhão em 20 anos, por exemplo.

5. Mantenha a organização

Manter a organização é fundamental quando tratamos de nossas finanças pessoais. Se você já tem uma meta construída, busque maneiras de não sair do seu plano, mesmo se uma eventualidade surgir.

Nesse sentido, ter uma reserva de emergência é algo bastante recomendado, pois ela pode te ajudar a não sair do seu planejamento se surgir uma situação inesperada.

6. Estude a melhor maneira de investir para alcançar seu objetivo

Existem várias formas de investir dinheiro atualmente e cada uma delas tem as suas vantagens e desvantagens. A poupança, apesar de ser a queridinha dos brasileiros, já deixou de ser um bom negócio há anos.

Há outras formas de investir o seu dinheiro atualmente bem mais lucrativas que a poupança. Para isso, contar com a ajuda de uma empresa ou de um assessor de investimentos pode ser interessante.

7. Acompanhe seu desempenho

As boas metas são aquelas que podem ser medidas de uma maneira objetiva e, dessa forma, podem ter o seu progresso acompanhado ao longo do prazo estabelecido.

Por isso, lembre-se sempre de acompanhar como está o desempenho de cada uma das metas financeiras que foram estabelecidas para que você possa corrigir o quanto antes qualquer desvio que surgir pelo caminho.

Afinal, por que estabelecer metas financeiras?

Todos precisamos de uma direção em algum momento da vida. Você, por exemplo, já se imaginou viajando para um lugar desconhecido sem um mapa ou um aparelho de GPS? Certamente se perderia após alguns quilômetros de viagem, não é mesmo?!

Isso não é diferente quando o assunto é a nossa vida financeira.

Apesar de parecer algo simples, manter as contas em dia, economizar, investir, ou seja, fazer a gestão do nosso dinheiro pode ser algo bastante desafiador, principalmente se você é um dos adeptos da célebre frase da canção de Zeca Pagodinho: “deixa a vida me levar, vida leva eu…”.

Quando o assunto é dinheiro, traçar metas é considerado um tópico fundamental, pois é necessário planejamento financeiro para que, em um futuro, seja ele próximo ou ainda distante, não nos falte qualidade de vida.

Sendo assim, ter uma reserva de emergência, poupar dinheiro e planejar muito bem a sua vida financeira é necessário para que você não tenha surpresas ruins ao longo de sua jornada.

Ainda tem alguma dúvida sobre metas financeiras? Escreva para a gente aqui nos comentários e conte com o Plusdin para organizar as suas finanças.

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*