O que é e qual a importância da consultoria financeira pessoal?

O que é e qual a importância da consultoria financeira pessoal?
Por: Da Redação em 09/02/2021

A consultoria financeira pessoal é um serviço de orientação que ajuda pessoas a, dentre outros objetivos: organizar suas economias; escolher as melhores estratégias e tipos de investimento; A mudar hábitos de consumo. Dessa forma, você pode adequar uma realidade financeira para atingir metas pecuniárias específicas.

A educação financeira é uma necessidade que recebe pouca atenção e investimento dos brasileiros. Por isso, dúvidas em relação à administração do dinheiro, patrimônios, aplicações, dentre outros são constantes. E é exatamente neste processo que o auxílio de profissionais especialistas em consultoria financeira pessoa física faz toda diferença na rentabilidade do seu capital.

Ficou curioso? Quer saber mais sobre o assunto? O que é, de fato, uma consultoria financeira pessoal? Qual a sua importância? Quem realiza essa consultoria? Quais os principais benefícios de se ter um consultor financeiro pessoal? Acompanhe estas e outras dúvidas, a seguir, com a gente! Boa leitura!

O que é consultoria financeira pessoal?

É bastante comum, em nosso dia a dia, a gente ter muitas dúvidas sobre o que fazer com o dinheiro. Dentre estes questionamentos, destacam-se:

  • Como sair da dívida;
  • Como evitar a falência;
  • Quais as melhores formas de aplicar uma renda extra;
  • De quais maneiras é possível economizar;
  • Como passar uma herança, e assim por diante.

Por esse motivo, a consultoria financeira pessoal é tão importante. De maneira resumida, a consultoria financeira pessoa física oferece estratégias personalizadas para gerenciar o seu dinheiro. Por meio do emprego de ferramentas de inteligência e controle financeiro, os profissionais consideram, dentre outros quesitos:

  • O perfil;
  • A realidade;
  • Os objetivos do cliente para otimizar sua rentabilidade.

Em outras palavras, seja qual for seu objetivo, tais como: quitar uma dívida, comprar um imóvel, trocar o carro, pagar as contas em dia, multiplicar o patrimônio, dentre outros. Saiba que a consultoria financeira pessoal pode ajudar.

Quem realiza a consultoria financeira pessoal?

O serviço de orientação é realizado por profissionais especialistas em educação financeira, também chamados de consultores financeiros. Eles são os responsáveis pela parte estratégica e didática do processo. Eles organizam a vida financeira de seus clientes e oferecem orientações para proteger os seus investimentos a partir da análise de, entre outros critérios:

  • Das fontes de renda;
  • De fluxo de despesas;
  • Gastos fixos e variáveis;
  • As reservas, dentre outros.

Por exemplo, muitas pessoas deixam o dinheiro na poupança. Mas talvez esse não seja o melhor investimento para você. Os consultores financeiros vão te ajudar a ter mais rentabilidade com seu capital, sem que você precise arriscar seu rico dinheirinho. Tudo isso é feito a partir de um plano que contempla seis áreas, quais sejam:

  1. Planejamento financeiro;
  2. Gestão de ativos e investimentos;
  3. Planejamento de aposentadoria;
  4. Gestão de riscos;
  5. Planejamento tributário;
  6. Planejamento sucessório.

Quais os principais benefícios de ter um consultor financeiro pessoal?

Agora que você já sabe qual é o papel da consultoria financeira pessoal, confira, a seguir, os principais benefícios de contratar esse profissional:

  • Conquista de segurança, confiança e tranquilidade ao contratar um profissional;
  • Definição de planos de ação reais;
  • Recebimento de instruções eficientes para conquistar metas financeiras;
  • Entendimento financeiro detalhado sobre a própria vida;
  • Compreensão e análise de resultados;
  • Capacidade para analisar estratégias financeiras;
  • Conhecimento para ter autonomia na tomada de decisões;
  • Conquista do empoderamento financeiro;
  • Desenvolvimento de responsabilidade com o dinheiro;
  • Otimização do tempo para conquistar resultados.

Como funciona uma consultoria financeira pessoal?

A consultoria financeira pessoal é feita por meio da interação do especialista sobre a realidade financeira do cliente, por isso um estudo de perfil é realizado criteriosamente. Entre as análises que são realizadas estão:

  • Profundidade das finanças;
  • O fluxo de caixa;
  • Oportunidades de investimento;
  • Cortes emergenciais;
  • Despesas supérfluas, dentre outras.

Tudo é considerado para entender as reais necessidades e possibilidades que o cliente, de fato, possui. Para isso, o processo segue os seguintes passos. Acompanhe:

Definição do serviço

Após traçar o perfil do cliente, o consultor apresenta as melhores opções de serviço. Em caso de contratação, os principais ou mais urgentes trabalhos são escolhidos junto com o cliente, considerando suas necessidades, prioridades e condições.

Obtenção de dados

Na sequência, os dados pessoais e financeiros do cliente são analisados, tanto qualitativa quanto quantitativamente. Extratos bancários, produtos financeiros, dados de identificação, bens próprios, financiamentos, dentre outros, são levantados com a finalidade de ter subsídio suficiente para dar um diagnóstico da situação.

Análise dos dados

Com as informações organizadas, o consultor financeiro pessoal faz um estudo criterioso e traça as estratégias mais apropriadas para atingir as metas definidas em primeiro caso. O real diagnóstico da vida financeira do cliente é estruturado. Dessa forma, as dores e necessidades de correção também são avaliadas.

Identificação de estratégias

Com o diagnóstico definido, é hora de criar as melhores estratégias. Cada caso é um caso, por isso é essencial que o profissional contratado seja confiável e tenha a expertise necessária para alinhar as recomendações mais eficientes para o seu objetivo.

Implementação do plano de ação

Feita a apresentação do plano de ação, é hora de colocá-lo em prática. Esta fase é mais delicada, porque depende diretamente da eficiência do trabalho do cliente. Ou seja, ele precisa executar as recomendações e assegurar a sua qualidade. Por isso, a fase de implementação exige acompanhamento.

Monitoramento e adequação

Colocado o plano em prática, o monitoramento deve ser obrigatório. Caso seja necessário, ajustes e adequações devem ser realizadas o quanto antes para assegurar a segurança financeira do cliente. Além disso, eventualidades e imprevistos também podem desestruturar o plano. Por isso, o consultor financeiro pessoal deve ficar atento a imprevistos, tais como:

  • A chegada de um filho;
  • A perda de um emprego;
  • Uma emergência de saúde;
  • A negociação de uma dívida, dentre outros fatores.

É exatamente por isso que grande parte das empresas de Consultoria financeira pessoal sugere a criação de uma reserva de emergência, para que você não passe apertos nestas horas de imprevistos!

Qual a importância de um planejamento financeiro pessoal?

De nada adianta criar um planejamento financeiro no começo do ano e abandoná-lo devido à correria do dia a dia. O plano de ação deve ser seguido com compromisso, caso contrário será uma perda de tempo e investimento.

A consultoria financeira pessoal oferece mais do que as regras deste processo administrativo, oferece um acompanhamento e monitoramento criterioso das etapas. Para assim, assegurar que o objetivo maior seja conquistado.

O planejamento deve ser uma atividade para a vida e não para uma fase dela. Por isso, a responsabilidade do cliente é indispensável. Esse é o único jeito de assegurar bons resultados e garantir que as práticas adotadas são as mais eficientes!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*