7 Fatos Sobre a Pontuação de Crédito que Todo Adulto Deve Saber

7 Fatos Sobre a Pontuação de Crédito que Todo Adulto Deve Saber
Por: Eveline Miranda em 22/09/2019

Você sabe o que é pontuação de crédito e para que ela serve? Pontuação de crédito ou score é um sistema que calcula riscos e vantagens na concessão de crédito e de diversos produtos financeiros. É com esse sistema que principalmente os bancos avaliam se uma determinada pessoa está apta para fazer um empréstimo, um financiamento ou ter aprovada qualquer outra linha de crédito. 

As instituições financeiras sempre analisam as particularidades de cada situação e de cada pessoa, porém, em sua maioria é normal que elas obedeçam o que a pontuação de crédito informa. Por isso é importante entender direito como funciona esse mecanismo. Se você quer esclarecer suas dúvidas sobre score conheça esses 7 fatos sobre a pontuação de crédito que todo mundo deveria saber.

Como funciona a pontuação de crédito:

  1. Como ela é calculada?

O cálculo da pontuação não tem uma fórmula específica disponível para os consumidores, mas sabe-se que vários fatores influenciam o score como: Protestos, cheques sem fundo, inadimplência, pendências financeiras e bancárias, ações judiciais, idade, endereço, entre outros. Todos esses registros são consideradas influências negativas e ficam registradas seja pelo nome ou CPF da pessoa analisada em questão. 

Já pelo lado positivo, pagamento das contas em dia, bom relacionamento com as empresas e manter seus dados cadastrais sempre atualizados, podem influenciar positivamente e aumentar seu score. 

Ou seja, todos esses dados juntos formam uma espécie de histórico financeiro de cada pessoa. É com esses dados em mãos que Serasa e a Boa Vista geralmente fazem esse cálculo e apresentam um resultado que varia de 0 e 1.000.

 

  1. Para que serve essa pontuação?

O serviço é destinado para auxiliar as empresas que trabalham com crédito. Afinal eles precisam ter algumas garantias mínimas de que irão receber os valores que serão disponibilizados aos consumidores. Diante disso, acabam consultando a pontuação do Serasa Score, e dessa forma liberam ou barram os pedidos de créditos, conforme o mecanismo indique se você é considerado um ‘bom ou mau pagador’. 

Porém, o sistema também serve para o consumidor poder modificar suas atitudes para aumentar seu score e futuramente ter direito a adquirir créditos. Afinal, esse cálculo é dinâmico e pode mudar com a alteração dos hábitos financeiros.

  1. Como os consumidores são classificados de acordo com sua pontuação?

A pontuação funciona da seguinte forma:

Quem tem de 0 a 300 pontos é considerado um consumidor que apresenta alto risco de inadimplência nos próximos 12 meses;

Quem tem de 301 a 700 pontos é considerado um consumidor de risco médio de inadimplência nos próximos 12 meses;

Já quem tem de 701 a 1000 pontos é considerado de baixo risco de inadimplência nos próximos 12 meses.

A medida que o score de uma determinada pessoa aumenta, suas chances de concessão de crédito também aumentam.

Utilização do score:

  1. Quem utiliza a pontuação de crédito?

Normalmente quem utiliza o score são as empresas que concedem crédito a consumidores como: Redes de lojas, empresas de telefonia, empresas de TV a cabo, bancos, financeiras, prestadores de serviços e comércio em geral.

  1. Qual a forma de utilização do Score pelas empresas:

O Serasa Score é uma ótima ferramenta para as empresas, mas embora seja amplamente utilizada, ela não é a única. Além desse mecanismo, existem outros modelos estatísticos no mercado que fazem essa análise de risco de crédito. Sendo assim, as empresas podem fazer o uso de outros modelos desenvolvidos de acordo com as suas necessidades.

  1. Quais são as reais consequências de uma pontuação boa ou ruim?

Como mostramos anteriormente, a pontuação do score influencia diretamente na decisão das empresas em liberarem, ou não, créditos para uma determinada pessoa. Um score baixo pode te trazer péssimas condições na hora de fechar negócios. 

Da mesma forma, um bom score facilita muito a vida de qualquer pessoa que precise de créditos e pode trazer condições melhores na aquisição de produtos, como melhores taxas de juros, condições de pagamento mais favoráveis, entre outras opções no mercado financeiro. 

Para ilustrar essas duas situações, digamos que uma pessoa fez um pedido de empréstimo em um determinado banco. Se a pontuação do score dessa pessoa for baixa, ela corre o risco de sofrer como consequência altas taxas de juros, ou até mesmo ter aquele pedido negado. 

Por outro lado, se a pessoa tiver uma alta  pontuação de crédito, dificilmente seu pedido será negado, e ela ainda pode ter como benefícios uma taxa de juros mais atrativa, além de outros benefícios.

Melhorando seu score

  1. Dicas para melhorar a sua pontuação de crédito:

Agora que você já sabe como funciona a pontuação de créditos, ou score, vamos a algumas dicas de como você pode melhorar seus registros financeiros e não correr o risco de ficar sem ‘crédito na praça’. 

Negocie suas dívidas para aumentar sua pontuação – Essa talvez seja a dica mais importante. Para melhorar sua pontuação imediatamente, você não pode ter dívida ativa, pois uma pessoa com o nome sujo provavelmente não terá uma boa pontuação.

Pague suas contas em dia – Pagar as contas em dia também é algo crucial para ser bem avaliado, afinal não só para a pontuação da Serasa, mas qualquer outro tipo de avaliação, quem paga as contas com atraso não é bem visto pelo mercado.

Mantenha seus dados cadastrais atualizados Manter os dados atualizados pode te ajudar a melhorar o score ao fazer com que sua avaliação seja feita com base nas informações mais atuais possíveis.

Tenha um cadastro positivo – Com o cadastro positivo todas as contas que você paga em dia podem ser consideradas, constando informações sobre compras e vendas realizadas pelo consumidor, ele funciona como um currículo onde aos poucos, você vai construindo um bom histórico financeiro.

Tenha um bom planejamento financeiro – Essa dica não afeta diretamente no seu score, porém, ela te ajudará a projetar todos os seus gastos aliado a seus ganhos. Uma vida financeira organizada evita que você crie dívidas. Como diz o velho ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar”. Ou seja, se você conseguir controlar suas finanças não tem porque não ter uma boa pontuação não é mesmo?

Quer mais dicas para melhorar a sua vida financeira, temos muito conteúdo para te ajudar em nosso site, veja nossos outros posts, adquira mais conhecimento e fique sempre atualizado!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*