Seguro prestamista: tudo o que você precisa saber sobre este seguro

Já ouviu falar em seguro prestamista? Nesse texto vamos explicar que tipo de seguro é esse e como ele funciona

Por: Da Redação em 31/08/2021
casal assinando contrato de um seguro prestamista

O mercado tem uma profusão de seguros disponíveis. Entre os mais conhecidos estão o de vida e o de veículo. Porém, você já ouviu falar do seguro prestamista? Figurando na categoria de seguro de pessoas, o seguro prestamista não é muito divulgado quanto os demais. Nesse texto vamos te explicar o que é esse modelo de seguro e como ele funciona.

O que é seguro prestamista?

A modalidade de seguro prestamista é voltada para o pagamento de obrigações financeiras, como empréstimos. Assim, o seguro prestamista remete à prestação, sendo feito por pessoas que possuem dívidas e que, caso venham a ter situações inesperadas, possam honrar esses compromissos financeiros.

Só para se ter uma ideia, um estudo da fintech Bom Pra Crédito, com 1 milhão de brasileiros, apontou que mais da metade dos participantes (53%) pediu financiamento para pagar suas dívidas.

Em 2020, de acordo com dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a média anual das famílias brasileiras pesquisadas que se declararam endividadas ficou em 66,5%; considerada a maior taxa desde o início deste levantamento em 2010. Em comparação com 2019, eram 63,6% das famílias que se declaravam endividadas.

Ainda conforme a Peic, os indicadores de inadimplência também bateram recordes. Das famílias endividadas, 25,5% declararam contas em atraso. Em 2019, esse número foi de 24%. Já a porcentagem das famílias inadimplentes que declararam sem condição de quitar débitos ficou em 11% em 2020, enquanto que em 2019, essa taxa foi de 9,6%.

Com a economia abalada por conta do coronavírus e o aumento do endividamento, o seguro prestamista visa proteger a pessoa que contrata o seguro de uma série de riscos e situações que podem fazer com que ela não honre seus compromissos financeiros.

Na prática é o seguinte: o seguro prestamista tem por objetivo garantir o pagamento de uma indenização para a quitação, amortização ou até o pagamento de um determinado número de parcelas de uma dívida contraída ou um compromisso assumido pelo segurado, caso ocorra um dos riscos cobertos pelo seguro.

Em que situações contratar o seguro prestamista?

O seguro prestamista pode ser contratado nas seguintes situações: 

  • Cheque especial de bancos;
  • Cartão de crédito;
  • Parcelamento na compra de bens móveis junto a rede varejista;
  • Financiamento de imóveis;
  • Financiamento de veículos;
  • Consórcios;
  • Empréstimos junto a instituições financeiras; 
  • Empréstimos junto a bancos.

Quais as coberturas oferecidas?

Conforme o site Meu Futuro Seguro, portal da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do governo responsável pelo controle e fiscalização do mercado de seguro, os eventos cobertos pelo seguro prestamista podem incluir, além das coberturas de morte e invalidez, outras coberturas como, por exemplo, a de desemprego ou perda de renda, a de incapacidade temporária e/ou a de doenças graves, visando honrar, em nome do segurado, dívidas por ele contraídas, em caso de sinistro. Veja abaixo mais orientações da Susep.

Como contrato o seguro prestamista?

O seguro prestamista está atrelado à dívida ou compromisso financeiro adquirido pelo segurado e tem o objetivo de cobrir o saldo devedor. Ou seja, se você fez um empréstimo e contratou um seguro prestamista, a seguradora vai honrar o pagamento da sua dívida se acontecer algum dos riscos cobertos como situação de perda de emprego ou morte.

Quando o empréstimo é feito nas instituições bancárias, geralmente, o próprio gerente do banco oferece o seguro prestamista para o cliente. Porém, a contratação deste seguro não é obrigatória.

Nos próprios aplicativos de instituições bancárias, na seção de empréstimos pessoais, o cliente pode fazer simulações dos valores e parcelas, com ou sem seguro. Esse seguro, embora não saia ali escrito a nomenclatura, é justamente o seguro prestamista. Então, você já deve conhecê-lo!

Vantagens do seguro prestamista

Como qualquer outro seguro, o modelo prestamista tem o objetivo de fornecer mais tranquilidade e segurança financeira em situações que fogem do nosso controle. Num mundo cada vez mais instável, com muitas pessoas perdendo fonte de renda e emprego, por exemplo, um seguro pode ser bastante bem-vindo para evitar dores de cabeça no futuro e ainda ajudar a lidar com a situação do momento.

Os seguros prestamistas também permitem que o contratante conte com um valor de apólice maior que o valor da dívida. 

Qual o prazo de vigência do seguro prestamista?

Ainda segundo a Susep, a vigência deste seguro normalmente varia conforme o tempo de duração da dívida assumida. Caso a dívida seja renegociada, deve haver um endosso no seguro com o intuito de aumentar o prazo de vigência e consequentemente o recálculo de valores de prêmio e capital segurado. A apólice ou o certificado individual deverão especificar o início e o fim de vigência do seguro. 

Há algum prazo de carência?

Durante o período de carência, contado a partir da data do início da vigência do contrato, não há cobertura do seguro. Em alguns planos pode haver prazo de carência para certas coberturas. 

O que acontece com o seguro se o pagamento da dívida for antecipado?

Esta é uma dúvida extremamente importante para quem contratou esse seguro e quer antecipar o pagamento da dívida. Segundo a Susep, o prêmio pago antecipadamente, referente ao período a decorrer, deverá ser devolvido ao segurado.

Quem são os beneficiários deste seguro?

Neste seguro o primeiro beneficiário é sempre o credor, até o limite da dívida, sendo o pagamento feito diretamente para ele. Desta forma, para a instituição que concede o crédito, o seguro prestamista é uma garantia de evitar a inadimplência, na hipótese de acontecer algum imprevisto com o segurado.

Havendo saldo remanescente, ou seja, caso o valor da dívida ou compromisso, no momento do sinistro, seja inferior ao valor da indenização paga pela seguradora, esta diferença deverá ser paga ao segundo beneficiário indicado pelo segurado ou ao próprio segurado, quando couber.

Tire suas dúvidas

Ainda está com dúvidas sobre o seguro prestamista? O Portal de Educação Financeira da Superintendência de Seguros Privados traz informações mais completas sobre essa e outras modalidades de seguro para te ajudar nesse processo de contratação. Basta acessar o link: 

https://www.meufuturoseguro.gov.br/seguros-previdencia-capitalizacao/seguros

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*