Dólar Atinge Menor Valor Desde Julho; Entenda Como Isso te Impacta

Moeda norte-americano chega ao menor valor nominal desde 22 julho ao valer R$ 5,14. 

Dólar Atinge Menor Valor Desde Julho; Entenda Como Isso te Impacta
Por: Wallace Graciano em 07/12/2020

O avanço nas vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) e a expectativa de investimentos no mercado internacional trouxeram a queda do dólar.

Nesta quinta-feira (3), ao finalizar em R$ 5,14, a moeda norte-americana fechou no menor valor desde julho. De quebra, a bolsa subiu e renovou a máxima desde o fim de fevereiro, mesmo perdendo o fôlego no fim da sessão.

Ao chegar a R$ 5,14, o dólar apresentou recuo de R$ 0,102 (-1,94%) em relação à quarta-feira. Na mínima do dia, por volta das 13h40, chegou a ser vendido a R$ 5,12. A cotação está no menor nível desde 22 de julho, quando tinha fechado em R$ 5,114.

Porém, você sabe o que isso significa? Abaixo, vamos lhe explicar o porquê do dólar variar tanto e como isso impacta seu bolso

Por Que o Dólar Varia Tanto?

O dólar sobe e desce tanto ao longo do dia em virtude das ações de governos, empresas e investidores. A compra e venda massiva da moeda resulta na valorização ou desvalorização da mesma, o que traz várias repercussões no dia a dia. 

Dólar Comercial x Dólar Turismo: Qual a Diferença?

Calma, não existem duas moedas distintas. As denominações indicam a finalidade de utilização pelo usuários e, consequentemente, os seus valores para compra e venda.

Dólar comercial é utilizado por governos e grandes empresas em transações econômicas, como importação e exportação. Como não há necessidade de presença de dinheiro físico e é facilmente mais rotacionável, costuma ser mais “barato”, variando de acordo com as negociações de oferta e demanda feitas ao longo do dia.

Porém, muitas vezes, o governo federal, ao ver valorização ou desvalorização da moeda, compra e vende em excesso, o que impacta em seu valor.

Agora, quando você for a uma casa de câmbio, trocará o real pelo dólar turismo. Essa moeda é usada na compra de produtos e serviços em estabelecimentos internacionais. Essa variante também é usada para a conversão de débitos realizados em moeda estrangeira na fatura do seu cartão de crédito.

A diferença para o dólar comercial se dá pela cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), além de custos logísticos, operacionais e lucros das casas cambiais.

Mas, Quem Define a Cotação do Dólar em Relação ao Real?

Nesse caso, existem dois principais modelos para cálculo da cotação: o câmbio fixo e o câmbio flutuante. O primeiro é estabelecido quando o governo propõe um valor para a moeda e intervém através do Banco Central com compra e venda para chegar ao patamar fixado. O segundo vem através e ações de compra e venda no mercado.

No Brasil, atualmente, o mais utilizado é o flutuante. Nele, agentes financeiros atuam na compra e venda de dólares e regulam seu valor. Porém,  desde 1999 há o câmbio flutuante “sujo”, em que o Banco Central compra e vende a moeda, o que diminui a autonomia do mercado financeiro. 

Mas, Por Que a Cotação Sobe e Desce Tanto?

O preço do dólar varia de acordo com a demanda e circulação em um determinado país frente a moeda local. Por exemplo: quando existe maior procura pela moeda e a taxa está alta, Banco Central vende suas reservas, colocando mais dólares no mercado e pressionando o preço pra baixo. 

Porém, quando entra muita moeda no país, o que diminui seu preço, o Banco Central compra a moeda e a tira de circulação, o que aumenta consequentemente a taxa de câmbio se essa for a política econômica do país

Por Que o Dólar Está Muito Alto em 2020? 

A incerteza do mercado traz menor quantidade de investimentos e, consequentemente, menos moedas circulando no país, o que faz sua cotação aumentar. Com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid), o dólar disparou e chegou perto dos R$ 6, recorde de valor nominal.

O Que é Valor Nominal e Real?

O valor nominal é a taxa de câmbio em dado momento da história, e valor real é o preço corrigido pela inflação para valores atuais (incluindo a dos dois países em questão).

Apesar do recorde nominal outrora citado, o preço ainda está longe do valor máximo real que a moeda já atingiu no Brasil. No dia 21 de outubro de 2002, a cotação nominal da moeda americana foi de R$ 3,96. Porém, com a incidência de inflação, o valor real hoje da moeda norte-americana seria de R$ 7,64.

Quem Se Beneficia Com Dólar Alto?

O dólar alto é vantajoso para quem exporta. Nesse sentido, mineradoras, agropecuária e setor elétrico ganham muito com a alta da moeda norte-americana. 

E Quem se Beneficia Com Dólar Baixo?

Empresas de turismo e de importação, principalmente, são as que mais se beneficiam com o alto poder de compra.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*