Conta digital conjunta: como funciona, vantagens, desvantagens

Por: Graziely Rammos em 22/06/2021
conta digital conjunta

Já imaginou dividir a sua conta bancária com um amigo e ter os gastos administrados de maneira eficiente? Com a conta digital conjunta essa possibilidade é uma realidade entre amigos, casais e familiares. 

A modalidade é bastante comum para bancos tradicionais e agora o Digimais também apresenta a alternativa ao público. 

Para quem ainda não conhece a opção, trouxe neste texto todas as informações sobre a conta conjunta. Por isso, continue a leitura para saber mais detalhes sobre o assunto. 

O que é a conta digital conjunta?

Se ainda não conhece essa alternativa, a conta digital conjunta é uma conta dividida entre uma ou mais pessoas. Os titulares podem ser um casal, familiares, como pais e filhos, e até mesmo amigos, já que não precisa ter relação de parentesco. 

Nesta conta é possível realizar movimentações financeiras da mesma forma que na modalidade tradicional. A única diferença entre elas é o compartilhamento, afinal a conta digital costuma ser individual. 

Existem duas classificações para esse formato:

  • Solidárias: os titulares conseguem realizar movimentações de maneira independente, sem precisar de uma “autorização” dos outros correntistas;
  • Não solidárias ou simples: para realizar movimentações, cada um dos titulares precisa assinar uma autorização. Em outras palavras, é um formato que não traz independência aos correntistas. 

No geral, a conta conjunta pode ser uma alternativa interessante para os usuários, desde que combinem com seus objetivos. Normalmente, ela é buscada para unir recursos financeiros e ter melhor controle sobre eles, por isso é uma modalidade muito usada por casais. 

Como funciona essa opção?

Você percebeu que a conta conjunta digital possui dois formatos: um que entrega maior autonomia e outro dependente. Esse é o principal diferencial de cada conta, porque ela funciona da mesma forma que a opção individual. 

Mesmo conjunta, as contas bancárias permitem que o usuário realize diversas movimentações, como:

  • Transferências por TED, DOC e Pix
  • Saques em terminais de autoatendimento;
  • Pagamentos de contas diversas; 
  • Consulta de saldo e extratos;
  • Entre outras operações. 

Também é comum que os titulares tenham um cartão de débito para realizar transações físicas. Se for no formato solidária, não é necessário a autorização prévia de todos os titulares, o que garante maior liberdade. 

Caso a conta seja simples, a aprovação é uma obrigatoriedade. Para isso, os usuários assinam documentos que permitem realizar as operações. Desta forma, a conta nesse formato tem uma garantia maior de controle das transações. 

A não solidária pode ser uma alternativa para pais e filhos, de modo a controlar os gastos dos dependentes. Também serve quando os pais são idosos e os filhos querem dar mais atenção às despesas deles. 

Desvantagens: por que as instituições digitais não oferecem a conta digital conjunta?

Mesmo com todo o avanço que as instituições financeiras estão entregando ao mercado digital, as contas conjuntas ainda são pouco exploradas. 

Atualmente, há poucas opções disponíveis de conta digital conjuntas, sendo a Digimais a pioneira nesta modalidade. 

Uma vez que o público-alvo das fintechs e bancos digitais são os jovens, não faz muito sentido a conta conjunta. Isso porque, normalmente, as contas são utilizadas por casais, o que não é tão interessante aos usuários dessas instituições. 

Além disso, o serviço representa processos burocráticos que não são do perfil dessas instituições, muito menos do público em si. A principal característica das contas digitais é a facilidade de uso, onde as opções conjuntas não representam isso. 

Com a alternativa da Digimais, esse cenário tem mudado, afinal a conta trouxe as funcionalidades que o público busca para uma alternativa conjunta. Assim, outras opções tendem a surgir apresentando essa alternativa aos usuários. 

Conheça a alternativa da Digimais

O banco Digimais é o primeiro a oferecer a opção de conta digital conjunta ao público e ganha destaque por esse serviço. Através dele, os usuários têm acesso a financiamentos, cartões de crédito, seguros e muito mais. 

Ela funciona como uma conta corrente tradicional, onde é possível realizar transferências e pagamentos por aplicativo. Por ser digital, os serviços são ofertados de maneira simplificada e entrega praticidade ao público. 

Como é uma opção conjunta, os titulares podem compartilhar as finanças em uma única conta digital. Isso facilita as transações e torna eficiente o controle dos gastos entre eles. 

Não é necessário ter algum nível de parentesco para dividir a conta Digimais, amigos também podem compartilhá-la. 

A conta conjunta digital é aberta por aplicativo em um processo 100% online e rápido. É necessário que um dos titulares já seja correntista da Digimais e convide o outro a participar para que possam compartilhar a conta. 

Essa alternativa é isenta de tarifas, o que é bastante vantajoso para ambos. Além disso, existem outras vantagens que destacam a conta digital conjunta:

  • Não é necessário comprovar renda;
  • Não há restrição para negativados; 
  • Você poderá consultar saldos e extratos com facilidade;
  • Por aplicativo é possível fazer recargas no seu plano pré-pago; 
  • TED e DOC são isentos de tarifas;
  • A conta dá direito a um cartão de crédito entre as 4 opções disponíveis.

Em resumo, a conta é bastante completa e dispõe de serviços atrativos ao usuário. 

Vale lembrar que essa é a única opção de conta digital conjunta disponível atualmente. Há outras alternativas em bancos tradicionais que trazem algumas funções por aplicativo, mas muitas são feitas presencialmente, como a abertura da conta. 

Há vantagens ter uma conta digital conjunta?

Há diversos motivos que levam alguém a compartilhar uma conta bancária. Filhos de pais idosos que desejam acompanhar as despesas e auxiliá-los com as finanças, casais que querem otimizar os gastos, entre outros objetivos. 

Uma vez que a conta é digital, além de atender a todas as necessidades dos usuários, também torna fácil utilizá-la. Por isso, se tem dúvidas se o serviço realmente vale a pena, não precisa mais se preocupar. 

A conta digital conjunta é uma alternativa prática que oferece inúmeros serviços ao consumidor de modo a facilitar sua rotina. Os serviços financeiros são mais fáceis de usar e podem ser administrados por aplicativo, trazendo praticidade ao usuário. 

Sendo assim, pode apostar sem medo nessa alternativa e aproveitar tudo o que ela oferece à você. 

Tem dúvidas sobre a conta digital conjunta? Deixe um comentário com sua pergunta que a equipe do Plusdin irá te orientar.

10 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*